A crise epidemiológica causada pela epidemia do Covid-19 produziu impactos jurídicos, econômicos e sociais profundos, a exigir amplas e urgentes medidas de estabilização por parte dos governos.

 

A realidade atual traz de volta, mais uma vez, o debate sobre o papel do Estado diante da economia e da sociedade. Em um momento no qual a redução do papel estatal tem sido defendida como a melhor alternativa para superar os persistentes impactos da Grande Recessão que se arrasta há anos, uma série de medidas interventivas e bastante onerosas estão sendo adotadas.

 

É tempo, portanto, de discutir sobre os caminhos possíveis para lidar não só com momentos de turbulência, mas para assegurar a melhor proteção para todas as pessoas.

 

 

Marcus Firmino Santiago é pós-doutor em Direito, Estado e Constituição pela Universidade de Brasília - UnB; Doutor em Direito do Estado pela Universidade Gama Filho - UGF; Mestre em Direito Público pela Universidade Estácio de Sá - UNESA; e bacharel em Direito pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro - UERJ.


Professor universitário, atua em nível de mestrado, especialização e graduação em diversas instituições de ensino de alto nível, tanto na docência quanto em cargos de coordenação. Possui diversos artigos científicos publicados em períodos nacionais e internacionais, como a Revista Jurídica Luso-Brasileira, editada pela Universidade de Lisboa; a Revista História Constitucional, da Universidade de Oviedo; ou a Revista Portuguesa de Filosofia.


É advogado há 19 anos com atuação no contencioso cível e administrativo junto a Tribunais Superiores e Justiça Federal, sendo especializado em Direito e Jurisdição Constitucional. É sócio fundador do escritório Soraia Mendes, Marcus Santiago & Advogadas Associadas.

 

 

O que Keynes faria? Direito e Economia à luz da crise do COVID-19

R$ 150,00Preço
  • 1. O pêndulo oscila: entre a austeridade e o intervencionismo. Estratégias para lidar com os impactos das crises econômicas e sociais.

     

    2. A epidemia é desigual: as atuais crises sanitária, social e econômica e a ampliação das vulnerabilidades sociais.

     

    3. Análise econômico constitucional das ações do Estado brasileiro de combate aos impactos sócio econômicos do COVID-19.

     

    Carga horária: 3 h (dois encontros de 1 hora e meia)

     

    Aulas ao vivo dias 16 e 17 de junho, de 18h às 19h30.

     

    Investimento: R$ 150,00

Em caso de dúvidas ou necessidade de mais informações, entre em contato conosco

Vozes - Estudos e Pesquisas

CNPJ: 22.339.529.0001-77

Alameda dos Eucaliptos quadra 107, 07 bl A Residencial. ADV apto.  601 - Águas Claras - DF

71920-010

Tempo estimado de entrega dos produtos comprados no site: de acordo com o período de realização do curso.
 Os cursos serão realizados presencialmente ou virtualmente em datas e horários estipulados nos respectivos produtos.  
Não há custos adicionais.

Política de Troca, Devolução e Reembolso

Em caso de cancelamento, alteração de curso ou necessidade de reembolso, entraremos em contato direto com o cliente.